" Você cresceu em mim de um jeito completamente insuspeitado. "
" É meio engraçado o que ocorre na nossa vida, pessoas chegam de repente, quando a gente menos espera e infelizmente, também se esvairão em um piscar de olhos. Mas sabe, tem aquelas pessoas que sabemos que vem para ficar; que desde o primeiro “Oi”, já transmite aquela sensação que insistimos em confundir, ignorar, ou até mesmo, deixar passar como a brisa de uma tarde na beira mar, por acreditar que tal coisa será passageira como grande parte dos momentos, amigos, colegas, amores… Mas contigo, eu sinto que será do infinito ao além. Além do céu, das estrelas… Além da vida. Tuas cores me borram os olhos. O que era cinza, sem vida, fica colorido. Tudo na mais perfeita sintonia, igual acontece com as sete cores do arco-íris. O céu? Tenho certeza que foi você que pintou. O Sol, você que desenhou. E o morango mais doce, vem do sabor dos seus lábios, que ainda não provei. Os pássaros, você que criou na intenção de sentir a emoção de voar… Conhecer pessoas que fazem do mundo um lugar mais perfeito do que ele já é, é algo incrível. Indescritível. Engancho-me nas palavras por não saber quais usá-las. Embaralho-as, pois é assim que meu estômago se sente ao conversar contigo. Ele fica embrulhado, lotado daquelas tais “borboletas” que tantos falam e dizem ser indícios de amor. Você tem sido o raio de luz que entra pelas brechas do meu coração, e faz ele transbordar o emaranhado de sentimentos que me invadem em cada fim de dia. Você corrigiu as fissuras de meu corpo e mesmo não sendo uma pessoa formada em química, usou os produtos certos para consertar as corrosões que abalavam minha estrutura. Você entra em mim com suas palavras; com sua essência. A pessoa do olhar que cativa; que flama; que chama. A pessoa que não quero fazer de estação. A pessoa que quero seguir viagem junto. Contigo, eu me perco na linha tênue entre o céu e o mar, aquilo que chamamos de horizonte. Então, vem me encontrar e seguir sempre em frente. Enfrentando os medos; juntos. Perco-me nas tuas formas que conduzem os passos da dança que costumo chamar de vida. Perco-me nas tuas melodias. No teu sorriso. Perco-me em você. "
Minha mãe acha que na internet eu não consigo escapar de pedófilos, mas eu escapo até de vizinho.

(Fonte: nerd-pirada, via cueca-do-avesso)